quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Adeus, Europa, até à próxima época!

É claro que fiquei desiludido quando, pouco depois de me levantar esta manhã, corri para o meu telemóvel para aceder à Internet e inteirar-me do resultado do Benfica em São Petersburgo. Depois de saber que o Benfica estava numa fase ascendente e que o inverso se estava a passar com a equipa russa, pensei que o campeão nacional ia conseguir pelo menos um empate que mantivesse as esperanças para a relegação à Liga Europa e assim tentar fazer novo brilharete até chegar à final dessa competição. Queria tanto saber se o Benfica voltaria a ser escandalosamente prejudicado pela arbitragem numa terceira final consecutiva. Queria mesmo muito saber se voltaria a perder uma final assim, ou se a venceria finalmente, ganhando a tudo e todos.
O Benfica até pode não ter merecido sair derrotado da Rússia, mas não deixa de ser verdade também que a prestação não foi a melhor desde o início da competição. O grupo é altamente equilibrado e as duas derrotas logo nas jornadas iniciais deixaram antever que os oitavos-de-final dificilmente passariam duma miragem. A minha esperança sempre foi ver o Benfica conseguir pelo menos o prémio de consolação que seria regressar à Liga Europa, que eu não me canso de acreditar que é uma competição de longe muito mais acessível que o Benfica precisa urgentemente de vencer não apenas uma vez mas sim duas ou três, mas, pronto, não foi isso que aconteceu e o campeão nacional agora já só tem de fazer mais um jogo para a Liga dos Campeões no próximo mês unicamente para cumprir calendário e quiçá ganhar mais uns troquinhos.
Resta agora ao Benfica todas as competições portuguesas. Agora já não há desculpas para não conseguir conquistar o bicampeonato. Não há desculpas para não conseguir conquistar novamente a Taça de Portugal e também a Taça da Liga. Os principais adversários têm de gerir o esforço porque um já se apurou para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões e o outro para lá caminha (pelo menos garantiu a Liga Europa). Portanto cabe ao Benfica aproveitar-se disso e concentrar-se a 100% em todos os jogos que vierem de seguida, a começar já pelo jogo com a Académica, para o campeonato, a próxima grande final do clube. Se eu tinha receio de que a jogar também nas competições europeias o Benfica poderia acusar cansaço como tem acontecido nas últimas épocas devido ao esforço a que Jorge Jesus obriga os seus jogadores, agora já posso estar um pouco mais descansado em relação a isso. E esperemos bem que, agora que o Benfica já não está nas competições europeias, não surja tanto interesse pelos jogadores mais influentes do plantel, que é para todos ajudarem o Benfica a fazer novamente o pleno a nível nacional.
E pronto, a Europa fica de novo adiada. Mas não faz mal. O Benfica é eterno.

Mais alguns exemplos do que liga os muçulmanos aos nazis

quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Sois contra os judeus? Eles também. E contra nós também!

Dizei agora que é o sionismo...

terça-feira, 25 de Novembro de 2014

segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

domingo, 23 de Novembro de 2014

quinta-feira, 20 de Novembro de 2014

20/11/14

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Camel toe

terça-feira, 18 de Novembro de 2014

Interestelar

No domingo passado vi numa sala de cinema na China o filme 'Interstellar' (Interestelar em português). Um filme de ficção científica, aquilo que muitos de nós gostamos, que parecia prometer no início mas que acabou assim com a sensação de absurdo. Basicamente o filme leva-nos a um mundo futurista em que a humanidade teve que regredir e voltar a uma sociedade de sector primário (agricultura) para poder garantir a sua subsistência num planeta cada vez com menos recursos e fustigado por constantes tempestades naturais que destroem as colheitas. A solução passa por sair da Terra e procurar um outro planeta onde a espécie humana possa continuar a viver.
A personagem principal, Cooper (Matthew McConaughey), um engenheiro, agricultor e antigo piloto de testes da NASA, participa na continuação da Missão Lázaro da NASA, que já tinha enviado astronautas em busca de planetas habitáveis e que concluiu que Miller, Edmunds e Mann, baptizados com os nomes dos austronautas que lideraram as buscas, poderiam ser habitados. Para chegar até eles é preciso passar por um buraco de verme - um teorizado buraco transponível no espaço sideral que é um atalho no espaço-tempo (buraco negro que liga galáxias) - lá para os lados de Saturno e a viagem implica mudanças da passagem do tempo devido à distorção temporal causada pela mudança da força gravitacional. Cooper parte na viagem a bordo da nave especial Endurance juntamente com a pesquisadora Amelia (Anne Hathaway, uma actriz que eu aprecio imenso), o físico Romilly, o geógrafo Doyle e os robôs não humanóides CASE e TARS.
 
video
 
A filha de Cooper, Murphy, sempre acreditou que a casa onde habitavam tinha um fantasma que tentava comunicar com ela com mensagens codificadas através de anomalias gravitacionais. Foi dessa maneira que Cooper descobriu as coordenadas para a secreta instalação da NASA.
A NASA tinha dois planos. O plano A que consistia em, uma vez confirmada a possibilidade de vida humana em algum planeta, transportar a humanidade através da grande estação da agência especial. O plano B seria iniciar uma nova colónia humana num novo planeta com embriões humanos criopreservados e deixar que a humanidade acabe na Terra caso o plano A falhasse. A verdade é que o plano A nunca foi verdadeiramente equacionado, daí a existência do plano B.
No planeta Mann, a tripulação da Endurance salva o austronauta Mann, que estava a hibernar através da técnica da hipotermia, que suspende as funções vitais, e que andou a enviar informações falsas acerca do planeta que ele dizia ser habitável e que serviram apenas para que o fossem resgatar. Mann trai a tripulação da Endurance e tenta fugir sozinho, mas tem um acidente quando tenta acoplar à força na Endurance, acabando por morrer após uma explosão.
Cooper e Amelia, os sobreviventes da expedição, planeam ir para Edmunds, mas, na tentativa de libertar Amelia para que ela escapasse ao atravessarem o horizonte de eventos - a fronteira teórica em torno de um buraco negro onde a força da gravidade é tão grande que engole tudo incluindo a luz -, Cooper acaba por ser sugado e entra num espaço extradimensional onde o tempo não é linear. Com as informações recolhidas sobre uma singularidade gravitacional para poder resolver a equação da manipulação da gravidade e evacuar a humanidade na Terra armazenadas no TARS, Cooper consegue comunicar com o robô e por conseguinte com a sua filha através duma barreira tridimensional e de ondas gravitacionais enquanto viaja dentro do espaço extradimensional. Aí conclui que ele era o fantasma que tentava comunicar com Murphy e que as mensagens deixadas são o resultado dum regresso no tempo por parte de seres extradimensionais, que na verdade são seres humanos evoluídos do futuro que transcenderam o tempo e o espaço, para assegurar o futuro da humanidade. Com as informações recolhidas, a adulta Murphy resolve a equação que estava por resolver no plano A da NASA e salva a humanidade.
Cooper acorda a bordo duma estação especial que orbita Saturno e que serve como base de apoio à migração humana pelo buraco de verme e encontra a sua filha cerca de 60 anos mais velha que ele e quase a morrer. Esta diz-lhe para ir à procura de Amelia, que conseguiu chegar a Edmunds, um planeta com condições para a existência humana. O filme termina assim com Cooper a partir numa nave em busca de Amelia.
 
video
 
Recomendo o filme para quem gosta de ficção científica, mas confesso que no início estava com expectativas se calhar elevadas demais. A parte do fim é que deita tudo a perder. Sei que sou leigo na matéria, mas ainda não consegui perceber muito bem como é que o Cooper, para além de ter-se safado depois de se ter metido num buraco negro, ainda conseguiu ir para um espaço tridimensional, contactar o robô TARS nesse espaço e trasmitir, através de sinais, os dados à sua filha para que ela conseguisse tirar a humanidade da Terra. O fantasma era ele e ele, na Terra, conseguiu descobrir a instalação secreta da NASA através dos sinais que ele próprio enviou num contacto interdimensional estabelecido com ele próprio simultaneamente em dois locais (Terra e o espaço extradimensional) e tempos diferentes (presente/passado e futuro/presente)?

Gato na cabeça

video

segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

Já acabavam com a merda dos vistos dourados, não?

Jen's Pub, Yangjiang (15/11/14)

Jen's Pub, o ponto de encontro dos caucasianos em Yangjiang.